Lubrificação - Ação obrigatória na bicicleta!

Quando pensamos em lubrificação na bicicleta, qual a primeira coisa que nos ocorre na mente?...a corrente, e muitos utilizadores consideram que ao ter a corrente lubrificada a bicicleta está pronta a usar, e ainda mais grave quando associado a frase "quanto mais melhor".... Ora aí temos logo à partida um dos maiores erros na lubrificação.

Na corrente da transmissão, o óleo que devemos usar deve ser especifico e não tente usar óleos que não sejam para esse fim, para alem de criar uma maior fricção, acabam por ser um "atraente" de todo tipo de sujidade e contaminam todos os componentes que se situam por perto. A quantidade é outro problema, quando se pensa que quanto mais melhor....  está errado..... use sempre pouca quantidade mas colocado a cada saída por exemplo.

Os desviadores da transmissão e os seus manípulos também devem ter uma especial atenção e devemos verificar o seu estado, garantir que estão limpos e lubricados nas zonas de fricção e de comando. Lembre-se que sem lubrificação e limpeza, menos eficientes se tornam.

A direção é outra zona da nossa bicicleta que devemos intervir com alguma regularidade, principalmente quando usamos com frequência a bicicleta em dias de chuva. Uma lubrificação regular manterá a sua direção por muitos e bons kms.

Outros componentes que falaremos numa outra altura como por exemplo, cubos, pedais, roscas, movimentos e parafusos que também fazem parte de uma manutenção lubrificada na sua bicicleta.

Todos os componentes externos devem ser untados com lubrificante especial só deste modo, o bom funcionamento estará garantido com exceção claro, de travões, calços, pastilhas, discos e aros que devem garantir a fricção entre eles.

Para uma manutenção em segurança visite a loja bicicletas mais perto de si, para que a bicicleta tenha uma vida útil mais longa, sem risco e cheia de alegrias